As 6 mentiras mais fatais que você deve evitar nos cursos de gastronomia!



Como quase todo mundo, eu também uso a mídia social. Mas, infelizmente, MUITAS informações estão erradas e são até mentiras que te levam a caminhos errados. A perda de tempo e investimento já se tornou quase normal e 85% das pessoas acham que os canais de YouTube, vídeos e informações na internet são suficientes para se ter sucesso. Essa fonte de informações podem ser uma benção e ao mesmo tempo uma maldição. Estou falando com aquelas pessoas que querem ser profissionais, fazer dinheiro e levar um salário para casa.
Isso não se aplica às pessoas que só querem fazer um bolinho gostoso em casa.
Se você continuar lendo isso, provavelmente faz parte dos 15% que sabem que precisam de mais do que a internet!

Mentira Nr. 1: Aprender com cursos de graça

A internet está cheia de cursos de gastronomia de graça, incluindo receitas, dicas, e até a teoria da gastronomia estão disponíveis. Então, não preciso fazer cursos caros”.

Como um iniciante pode se orientar com tanta informação? Cada professor fala uma coisa diferente do que o outro fala e é claro que cada um sabe melhor do que o outro... Muitas dicas e informações não têm fundamento nenhum, são erradas e podem até prejudicar a sua carreira ou clientela. Isso não é divertido!

É sempre bom você conhecer o currículo do professor, onde trabalhou, qual a escola/ universidade onde estudou, as referências que tem. Se o professor tem um dom incrível numa certa área, isso não siquinifica que, ele seja capaz de passar o dom para você. Se um chef nunca trabalhou como chef de uma brigada, como pode criar outros chefs? Chef é um cargo, não um título!

Mentira Nr. 2: Eu sou autodidata

Por que devo gastar muito em um curso, se eu consigo pagar quase nada ou achar cursos gratuitos na internet?” Isso é parcialmente verdade, também me beneficio com isso.
Sempre me faço essa pergunta: O que é melhor? Um pouco de conhecimento que posso obter em qualquer lugar ou receber a energia de um mentor, que faz esse conhecimento transformar a minha vida? Isso é algo que você não recebe na internet ou como um autodidata.

Um mentor, durante uma aula ou consultoria, deve ter um dinamismo, deve mostrar técnicas, trabalhar na melhoria dos seus pontos fracos e levar você a alcançar seus alvos.
Esse professor (ou professora) deve falar a verdade com você e corrigir as áreas que podem impedir que você permaneça no caminho certo. Como saber se você está fazendo tudo corretamente? É errado e perigoso se deixar profissionalizar e educar só pela internet.

Cursos no YouTube ou online não têm os detalhes necessários para realmente passar o conhecimento, muitas perguntas ficam em aberto ou as dúvidas ficam até maiores! As melhores universidades do mundo como Harvard, Yale, UZH ou Princeton, não avaliam um curso online da mesma forma que um curso presencial, porque não trazem os mesmos resultados.





Mentira Nr. 3: Vou conseguir, nunca vou desistir, tenho força de vontade!

Todo mundo precisa de uma pessoa de confiança, que ajude a dirigir sua vida profisional, como um pai, mãe, professor, mestre, chef ou mentor! Sem isso você se torna uma pessoa sem alvos ou orientação. É melhor escolher livros que tenham referências ou estudos científicos como base do que livros que expressam somente a opinião de alguém.


Mentira Nr. 4: Eu tenho receitas secretas da vovó

Matérias primas podem mudar todo ano. A colheita nem sempre é a mesma. O trigo sempre muda, o teor de proteína no trigo muda. Matéria prima, plantas, frutas, etc., estão sempre mudando, a natureza muda. Se você não souber como adaptar sua receita a essas mudanças, aquela receita da vovó não será mais a mesma. Mesmo as receitas secretas precisam ser adaptadas e corrigidas. Hoje em dia, receitas são criadas em laboratórios e desenvolvidas sob princípios da química e física dos alimentos. As receitas secretas não existem mais realmente…

Procure professores que tenham esse conhecimento e que usam receitas que foram testadas com anos de experiência. Minhas receitas, por exemplo, são corrigidas o tempo todo, dependem da colheita de trigo, por exemplo e eu divido com você a minha experiência de mais de 40 anos e você não precisará fazer os mesmos erros que fiz para aprender.

Mentira Nr. 5: para ser confeiteiro, chocolatier ou padeiro, não preciso estudar muito

Precisa sim! O futuro confeiteiro estuda técnicas de alimentos, a química e a física dos processos usados nas receitas. Um padeiro tem que ser um mestre da bioquímica. Fermentação, por exemplo, é um processo muito complexo. Uma boa receita não é mais o secredo. O futuro gastrônomo entende do que faz, porque domina os reações químicas. Um profissional tem que saber como criar, corrigir, melhorar e adaptar receitas e para isso precisa estudar sério.


Mentira Nr. 6: A Internet tem respostas para todos os problemas

Pode até ser verdade. Mas, para muitos é só um mar de confusão! Para sua segurança é sempre bom conhecer uma pessoa que tenha como referência o fundamento de uma escola ou universidade. Cuidado com cursinhos que dependem das novidades e tendências da internet, mas não ensinam nenhum fundamento. Se você precisar ir a um médico ou dentista, você certamente vai escolher um profissional com diploma. Na Europa, títulos como chef ou mestre, são registrados e respeitados. No Brasil ainda não temos esse conceito, qualquer pessoa sem formação pode se intitular chef ou mestre. A ABAGA (Associação Brasileira da Alta Gastronomia) tentou mudar isso, mas, infelizmente, a falta de respeito a esses títulos ainda prevalece. Descubra a formação por trás das pessoas que usam esses títulos.

Conclusão:

Você precisa de um tutor na sua vida profissional, para ter sucesso na sua carreira, alguém que quem você possa confiar, que quer de coração o melhor para você, que permite que você cresça e que tem a capacidade e sabedoria para corrigir, quando necessário. Estude muito, leia livros que tenham o fundamento a ciência, procure chefs, mestres e professores verdadeiros, que não usam esses títulos só como uma forma de marketing pessoal.

Creio que daqui há dez anos teremos padeiros que são verdadeiros engenheiros, que também estudam o meio ambiente, a economia e cultura do país. A inteligência artificial e robótica afetará todas as áreas da nossa profissão, quem se preparar agora para o futuro vai ser capacitado a conhecer as verdadeiras tendências do mercado e vai estar no topo da lista dos melhores profissionais.


Leia também:






Fotos: Vitor Faria

Comentários

  1. Que bela aula sobre a importância do curso presencial, do ver o "ponto", sentir a textura. Internet é uma mão na roda, mas sempre como complemento à uma base adquirida com a mão na massa! Parabéns!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas