Tipos de misturas na confeitaria



Emulção:
 Já na mistura de água e óleo, é perfeitamente possível distinguir visualmente as duas substâncias.Dizemos, então, que essa é uma mistura heterogênea.
 






Solução:
Na mistura de água e açúcar, não é possível distinguir visualmente um componente do outro: o açúcar desapareceu na água. Dizemos que essa é uma mistura homogênea.


Fotos: http://profcarlaquimica.blogspot.com.br/2012/03/estados-fisicos-da-materia.html

Ao fazermos a mistura dos ingredientes, deparamos com dois grandes sistemas: mistura homogêna e mistura heterogênea. Misturas homogêneas são denominadas soluções, cujo tamanho das moléculas a serem dispersas é menor que 1 nanômetro. Do ponto de vista prático, consideramos que as soluções são formadas por uma única fase, ou seja, totalmente uniforme. Já nas misturas heterogêneas, são formadas por duas ou mais fases; também do ponto de vista prático, é possível distinguir os seus diferentes componentes, seja a olho nu, como, por exemplo, água e óleo, ou utilizando aparelhos como centrifugadores, que, por exemplo, separam gorduras e proteínas presentes no leite.
Já a suspensão é um tipo de mistura heterogênea, que tem partículas dispersas com diâmetro maior que 100 nanômetros. Nesse tipo de mistura, existe a fase externa - que normalmente é um líquido ou semi-sólido - é a fase interna, formada por partículas sólidas insolúveis na parte
externa. Esse tipo de sistema apresenta muitos detalhes com relação à formulação, estabilidade e embalagem. Outro exemplo de mistura heterogêna seria a emulsão que existe entre dois líquidos imiscíveis, por exemplo, óleo e água. Porém, a estabilidade da emulsão é garantida com o uso de agentes emulsificantes, geralmente substâncias tensoativas. Tanto na mistura homogênea quanto na mistura heterogênea conseguimos separar as substâncias por um processo físico ou mecânico.

Veja algumas definições importantes.


 Trecho do Curso Online Confeitaria Internacional 

Este Curso oferece uma proposta inovadora, tanto para a especialização de profissionais da área de gastronomia, como para interessados em conhecer os princípios que regem o desenvolvimento de produtos de confeitaria.
Objetivo:
O objetivo do curso é dar ao aluno os fundamentos das massas básicas, com as quais poderá confeccionar qualquer produto da confeitaria.
O estudante será capaz de reconhecer, corrigir, avaliar e resolver problemas nas receitas, manter a qualidade do produto e reconhecer a terminologia internacional da confeitaria.


Nova Turma: 

http://www.carlomockli.com/p/cursos_2.html 





 

Comentários

Postagens mais visitadas